Sketches by Boz – Charles Dickens

281px-George_Cruikshank_-_Sketches_by_Boz,_frontspieceImagine-se numa bela manhã enevoada de Londres, à mesa do café, seus criados servindo-lhe uma xícara de um forte chá, seu footman preparando seus cartões de visita para o passeio de dali a pouco, quando você abre seu Morning Chronicle,  e dá de cara com um texto sobre vizinhos, escrito por um tal de Boz. Você lê o texto, inspirado numa paróquia que você conhece, e muito provavelmente frequenta, e fica pensando com seus botões: quem é Boz?

“Who the dickens ‘Boz’ could be /Puzzled many a learned elf,/Till time unveiled the mystery,/ And ‘Boz’ appeared as Dickens’ self.” (Bentley’s Miscellany)

Sketches by Boz é uma coletânea dos primeiros trabalhos de Charles Dickens, quando este trabalhava para jornais e revistas da época, na tenra idade entre 22 e 24 anos, quando ele ainda era relativamente desconhecido. São cenas de seu cotidiano, de sua paróquia, da Londres que ele conhecia e amava, das pessoas que cruzaram seu caminho, ou mesmo do pobre e superpovoado East End e o mundo do crime e da lei.

São textos curtos, mas que possuem toda a verve de Dickens em suas obras mais conhecidas. Seriam como piscadelas para os leitores da época, com todo seu humor ácido e sarcasmo. Para um leitor do século XXI, é uma enciclopédia inestimável da vida em meados do século XIX. Roupas, comportamento, paixões, e mesmo aquelas regras de etiqueta que são totalmente deixadas de lado pelas pessoas de verdade estão lá. Nas histórias de Dickens, pessoas chegam atrasadas, vestidos se rasgam, donas de casa respeitadas são fofoqueiras, criadas fogem de seus postos para ver a decoração de um jantar, homens caem de bêbados e se apaixonam pela mocinha que serve ostras na lujinha ao lado.

É uma excelente maneira de tirar da cabeça aquela imagem congelada que fazemos de todo tempo que veio antes do nosso, de que todos estão presos por regras dificílimas de seguir e extremamente formais. As pessoas não deixam de ser pessoas por terem vivido antes de nós. Os Vitorianos, em especial, viviam um momento como o nosso, de intensa mudança social e tecnológicas, e tinham que se adaptar às novidades, assim como nós. E assim como nós, eles erravam, cometiam gafes, se apaixonavam pela pessoa errada, poderiam ser inconvenientes, e falavam mal do vizinho.

A minha versão de Sketches veio ainda com mais dois livros: Sketches of Young Gentlemen e Sketches of Young Couples, o primeiro publicado em 1843 e o segundo para coincidir com o casamento da rainha Vitória em 1839. O primeiro foi escrito como uma resposta a uma publicação assinada por um tal “Quiz” chamada “Sketches of Young Ladies” que, apesar de manter o estilo e um dos ilustradores preferidos de Dickens, foi escrito pelo comediante Edward Caswall. Os três livros se dedicam a retratos caricaturais de figuras e tribos da época, principalmente aqueles que você não gostaria de passar muito tempo junto.

Para quem não está atrás de descobrir todos os segredos da personalidade do homem médio do século XIX, talvez o livro não traga o mesmo brilho nos olhos que me iluminou. Mas mesmo assim, alguns dos Sketches são absolutamente imperdíveis. Um deles eu já discuti aqui: A Visit to Newgate, outro que me causou uma enorme impressão, pela pungência dos sentimentos envolvidos, foi The Black Veil, que fala sobre uma estranha visita ao consultório de um jovem médico; ou ainda The Bloomsbury Christening que tem em seu âmago o que só posso descrever como um protótipo de Mr. Scrooge e, do Sketches of Young Gentleman, aqueles que viram Meia Noite em Paris absolutamente têm que ler The Throwing-Off Gentlemanpensando no Michael Sheen. 

E, como é de praxe com as obras de Dickens, eis uma pequena galeria com as ilustrações de Sketches by Boz, a maior parte delas por George Cruikshank:

Anúncios

Sobre Clarisse

Uma menina com histórias pra contar...
Esse post foi publicado em Literatura, Literatura Estrangeira, Resenhas, Victoria e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s