Memórias do Assassino de Sissi (Luigi Lucheni e Santo Cappon)

Elisabeth, mais conhecida como Sissi, se tornou uma personagem quase lendária através da série de filmes estrelados por Romy Schneider. Parecia para mim uma personagem saída dos contos de fada. Esta imagem glamorosa da princesa retratada nos filmes contrasta bastante com a vida da Imperatriz, que após a morte de seu filho vestiu-se unicamente de negro e o usou como bandeira. Conhecida por suas obras de caridade e sua sensibilidade para com as pessoas de poucas posses, seu assassinato foi um verdadeiro choque, mesmo numa época em que governantes morriam como moscas nas mãos dos anarquistas.

O dia foi 10 de Setembro de 1898, na pacata cidade de Genebra. A imperatriz da Áustria e rainha da Hungria, Elisabeth, estava a passos de seu barco quando um desconhecido a ataca e atinge seu coração com uma lima de três quinas. A altiva imperatriz se levanta, arruma o cabelo, entra no barco e desmaia. O barco dá meia volta. Ninguém vê a arma, tão rápido e preciso o golpe. Poucas quadras do ocorrido, o autor de tal ato impensado, um jovem italiano de traços marcantes, tem sua fuga interrompida.

Lucheni, preso em flagrante, não oferece resistência a seus captores, sendo seu último manifesto antes de ser levado um previsível “Viva a anarquia, abaixo os aristocratas!”. Seu julgamento foi curto, mas recheado de alusões a uma maldade inata ou uma predisposição ao crime. Órfão, abandonado no berço em Paris, enviado a Parma, com passagens em lares adotivos, indícios “forenses” de insanidade e epilepsia, Luigi Lucheni foi considerado um criminoso padrão, a encarnação do mal.

Suas palavras, no entanto, contam uma história diferente. A descoberta de um relato manuscrito em francês em cinco cadernos com o padrão da penitenciária da diocese mostram um homem inteligente, bem articulado, subserviente. Alguém que poderia ser bom, caso as circunstâncias de sua vida não tivessem sido tão infelizes. Uma história que parece saída direto da pena de Victor Hugo, num discurso direto, franco e consciente, com uma impressionante verve narrativa.

Em Memórias do Assassino de Sissi, somos apresentados ao texto integral de tal manuscrito, aberto e encerrado por um estudo da época, da vida assassino, dos procedimentos legais e dos dias na prisão. O conjunto, bem costurado, é complementado com uma consistente coleção de imagens. Os cadernos foram descobertos quase por acaso. Foram oferecidos ao pai de Santo Cappon, um renomado filatelista, junto a um lote de documentos da penitenciária da diocese, em 1938. Entendendo a importância do que tinha em mãos mas sem querer ter seu nome ligado ao nome de um assassino, o filatelista guardou os cadernos em seu cofre. Santo Cappon toma conhecimento da existência desta inusitada obra em 1963, mas só após a morte de seu pai, em 1991, se sentiu autorizado a explorá-la.

Suas palavras abrem e encerram o livro, encapsulando as memórias do assassino. Dão ao leitor um panorama das circunstâncias do assassinato e da vida de Luigi Lucheni, bem como dos procedimentos penais adotados no cantão da Genebra. Seu texto é objetivo mas descreve com vivacidade o dia do julgamento, e conclui com um interessante paralelo entre Luigi e Sissi. Um livro bastante interessante, que indico àqueles interessados em detalhes históricos e em assassinatos reais.

Autores: Luigi Lucheni; Santo Cappon
Titulo: Memórias do Assassino de Sissi
Tradução: Ana Luiza Ramazzina Ghirardi
Selo: Novo Conceito
Número de páginas: 184
Preço Sugerido: R$ 29.00

Anúncios

Sobre Clarisse

Uma menina com histórias pra contar...
Esse post foi publicado em Biografias, Literatura, Resenhas e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Memórias do Assassino de Sissi (Luigi Lucheni e Santo Cappon)

  1. Bruce Torres disse:

    Puxa, valeu pela dia. Aliás, alguém sabe se existe algum filme que tenha dramatizado esse assassinato?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s