Biografia: Alexandre Dumas père

Um dos autores franceses mais populares do século XIX, Alexandre Dumas père é o rei do romance de folhetim. Conhecido por seus romances de aventura, que inclui alguns dos maiores clássicos do estilo capa&espada, o autor de “Os Três Mosqueteiros” e “O Conde de Monte Cristo” foi capaz de criar mundos a partir da história, dando a seus personagens uma característica quase arquetípica. Mesmo quem nunca o leu conhece o lema “Um por todos e todos por um”,  e já ouviu falar de Edmond Dantès ou D’Artagnan. Dumas foi também autor de teatro, biografias, livros de culinária, relatos de viagem, livros sobre crimes célebres. Trabalhou como jornalista. Possuía um exército de colaboradores. E sua vida caberia muito bem em sua obra. E é por isso que, na data de seu aniversário, lembramos um pouquinho desta jornada.

Alexandre Dumas père (1802-1870) nasceu há exatos 209 anos. Em 24/07/1802, na cidade de Villers-Cotterêts,  Marie-Louise Labouret dá à luz o filho de Thomas Alexandre Dumas Davy de La Pailleterie, general do exército de Napoleão e um verdadeiro herói de seu tempo. Em 1806 o herói morre, e a seu filho resta uma mãe empobrecida e as histórias da vida de seu pai. Desde cedo se interessa pela aventura e pela caça que,  em 1816, ocupavam sua mente enquanto trabalhava como escriturário notarial. Em 1819 conhece Adolphe de Leuven, co-autor das primeiras obras de Dumas, bem como principal responsável pela primeira visita do autor à Paris, em 1822. Seria uma viagem longa.

Alexandre Dumas se instala em Paris em 1823, consegue um emprego na casa do Duque de Orléans, futuro rei Louis-Phillipe, se envolve com uma moça aqui, outra ali, e de um desses casos, uma moça chamada Laure Labay, tem seu primeiro filho, também nascido em 24/07, mas desta vez em 1824. Sua primeira obra vem logo depois, em 1825, uma colaboração com Adolphe Leuven chamada La chasse et l’amour (A caça e o amor), mas o sucesso só viria 4 anos mais tarde, com a apresentação da peça teatral Henri III et sa cour (Henrique III e sua corte).

Em 1831 nasce sua segunda filha, Marie-Alexandrine, esta fruto da relação com Belle Kreilssamner. Alexandre Dumas só se casaria em 1840, com Ida Ferrier Entre 1830 e 1840 escreveria vários relatos de viagem. Seu primeiro romance Le chevalier d’Harmental (o cavaleiro d’Harmental) é publicado em 1841. O ano de 1844 viu seus principais romances serem publicados: Os três Mosqueteiros, A Rainha Margot, o Conde de Monte-Cristo. Neste mesmo ano começa a colaboração com Auguste Maquet, que depois o denunciaria por plágio, pedindo para si os créditos destes romances e de vários outros. O caso terminou em acordo, mas a polêmica persiste e divide literatos e historiadores.

No auge de sua fama, compra um terreno em Saint Germains en Layes e nele constrói um château. Tal construção aliada a seu famoso prodigalismo foram responsáveis por sua falência e a uma longa e penosa recuperação financeira, que envolveu uma fuga à Bélgica e o leilão de seu tão amado castelo. Entrementes, não parou de escrever, pelo contrário, passou a publicar ininterruptamente suas obras ou obras de outrem sob sua insígnia – são mais de 1200 títulos publicados em seu nome –  e se lançou no jornalismo, com a criação da revista le Mousquetaire em 1853. Em 1857 deixou de publicar le Mousquetaire e lançou Le Monte-Cristo. Em tempo, ele criaria e editaria mais duas outras revistas:  D’Artagnan e L’indipendente, esta última na Itália.

E com tudo isso, ele ainda arranjava tempo para curtir a vida. Bonachão, inteligente, bem educado, Alexandre Dumas era a sensação nos salões de Paris. Viajou bastante, não só na Europa, mas também pela África. Curtia bons vinhos e boas mulheres, e era um sedutor inato. Seus contemporâneos o descrevem como possuidor de uma imaginação sem limites, uma criatividade monstruosa e um trabalhador febril, ainda que dado à boa vida. Poucos anos antes de morrer, em 1863, refugiou-se na Bretanha para fazer um dicionário de Culinária, publicado postumamente. Alexandre Dumas père morreu em 05 de dezembro de 1870, deixando um legado gigantesco para seus leitores. Parafraseando Getúlio Vargas, ele saiu da vida, para entrar na história.

20 FATOS SOBRE ALEXANDRE DUMAS QUE TALVEZ VOCÊ NÃO SAIBA:

01) Seu nome de batismo é Dumas Davy de la Pailleterie.

02) O nome Dumas vem de sua avó, originária de Santo Domingo (hoje no Haiti)

03) Seu pai foi um dos mais famosos generais do exército de Napoleão Bonaparte.

04) Era mulato.

05) Já foi magro e considerado belo,

06) Trabalhou como escriturário, mas preferia caçar.

07) Foi bibliotecário do Duque d’Orléans, mais conhecido como Rei Louis-Phillipe

08)  Escreveu (ou assinou) mais de 1200 obras

09) Foi amigo de Victor Hugo e Giuseppe Garibaldi

10) Foi processado por plágio por seus colaboradores, entre eles Auguste Maquet

11) Já possuiu um teatro: le Théâtre Historique,

12) Mandou construir um castelo chamado “Château Monte-Cristo

13) Só ficou conhecido como romancista em 1844 com a publicação de “Os Três Mosqueteiros”

14) Não é o autor de  “A Dama das Camélias”

15) Um de seus textos foi a inspiração para o  “Quebra-Nozes” de Tchaikovsky

16) Participou da revolução de 1830

17) causou um escândalo ao tirar fotos com sua amante Adah Menken, já no fim de sua vida.

18) Sua última estreia no mundo literário ocorreu em 2005, com a publicação do inacabado “Le Chevalier de Sainte-Hermine” descoberto na Biblioteca Nacional de Paris

19) Aparece em 246 títulos no IMDB como escritor

20) Tem uma página no Facebook

 

COMENTE ESTE ARTIGO NO FÓRUM MEIA PALAVRA

Fontes: Fandango, À la lettre, IMDB, Encyclopaedia Britannica, Gallica, la Société des Amis d’Alexandre Dumas

Anúncios

Sobre Clarisse

Uma menina com histórias pra contar...
Esse post foi publicado em Biografias e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Biografia: Alexandre Dumas père

  1. Mavericco disse:

    “08) Escreveu (ou assinou) mais de 1200 obras”

    Ponto final.

  2. Pingback: O prisioneiro do céu (Carlos Ruiz Zafón)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s