Sangue e Gelo (Robert Masello)

Às vezes a contracapa e as orelhas de um livro destroem a minha expectativa em relação a um livro. Escolhido pela capa – que achei lindíssima e intrigante – me decepcionei ao ler comentários como “…uma mistura de criogenia e vampirismo” na contracapa.

A razão maior disso é aquele sentimento que “Ah não, mais um”, que tem se apoderado de mim desde a recente onda de vampirismo que rola por aí. Não que eu tenha algo contra vampiros, afinal li Entrevista com o Vampiro e a série Crepúsculo, assisto True Blood e até tenho uma personagem vampira. Mas esse tipo de comentário em destaque me deixou um pouco apreensiva. Afinal, qual outro ângulo alguém conseguiria abordar?

E tive uma grata surpresa com o desenrolar da história. Ela é contada por um narrador onisciente, mas sob múltiplos focos, costurando a história de maneira a manter a atenção do leitor. Ao ritmo de Rime of the Ancient Mariner de Coleridge, logo às primeiras páginas conhecemos Eleanor e Sinclair, no momento em que são jogados ao mar pelos marinheiros do navio em que estavam.

Na outra ponta, 150 anos após este acontecimento, Michael Wilde, jornalista da revista Eco-Travel Magazine é chamado a fazer uma reportagem no Polo Sul. Um mês na base de Point Adélie, um dos lugares mais inóspitos do planeta.

Aventureiro por natureza, e um tanto abalado pelo acidente que deixou sua namorada inconsciente numa cama de hospital, Michael aceita o desafio. Conhece o biólogo marinho Darryl e a médica Dra. Charlotte ainda no caminho e, acompanhando o biólogo em um mergulho marinho descobre dois corpos presos no gelo. E a história começa a se entrelaçar.

Como todo romance deste gênero que li, a história passeia entre os dois mundos. O mundo de Eleanor e Sinclair, que envolve o trabalho pioneiro da Srta. Florence Nightingale e a famigerada Guerra da Crimeia, ao mundo de Michael, Darryl e Charlotte, e sua adaptação ao clima hostil e ao dia permanente no verão Antártico.

O autor usa a trama para estruturar o encontro entre os dois mundos; e o faz com sutileza e verossimilhança, de maneira que até o evento mais improvável pareça ter uma justificativa lógica. Por se passar numa base de estudos científicos, Masello consegue abordar o tema de uma maneira que me pareceu mesmo inovadora. Sem grandes mitos, mestres, fraquezas e outros aspectos tão amplamente trabalhados nas outras obras do gênero, nesta o leitor é convidado a olhar criticamente a questão. Através dos olhos de cientistas altamente renomados.

E este é o maior trunfo do autor. Uma visão mais fria, com um quê de romance histórico, que deve ser lido com atenção e com a mente aberta para novos paradigmas. Muito interessante.

Sangue e Gelo

Autor: Roberto Masello

Tradução: André Gordirro

Editora: Objetiva

Selo: Suma das Letras

445 páginas

Preço sugerido: R$ 49,90

Saiba mais sobre essa e outras obras no site da Editora Objetiva

COMENTE ESSE ARTIGO NO FÓRUM MEIA PALAVRA

Anúncios

Sobre Clarisse

Uma menina com histórias pra contar...
Esse post foi publicado em Literatura, Resenhas e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s